O significado e a relevância do Rating Humanizadas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Esta é a segunda vez que entregamos os Ratings Humanizadas, motivo de bastante orgulho e celebração. Nesta edição da pesquisa, 300 organizações realizaram avaliações multi stakeholders, representando crescimento 33% superior ao ano anterior. Nossa expectativa é que mais de 180 dessas instituições tornem suas classificações de rating públicas, favorecendo um processo de transparência e confiança nas relações com todos os públicos interessados no sucesso dos negócios.

O Rating Humanizadas expressa a qualidade das relações de uma organização com seus múltiplos stakeholders, envolvendo lideranças, colaboradores, clientes, parceiros, sociedade e meio ambiente em geral. A evolução do rating, portanto, expressa o desenvolvimento humano e organizacional em múltiplos aspectos, refletindo conceitos como transparência, ética, diversidade, inovação e sustentabilidade. Os resultados de pesquisa indicam que a elevação dos ratings tem correlação com uma série de indicadores organizacionais. Significa obter melhor Performance ESG (Environmental, Social and Governance), satisfação dos clientes, bem-estar, confiança, diversidade, transparência e ética. Consequentemente, significa também obter melhores resultados financeiros no médio e longo prazo.

A classificação conta com 11 níveis evolutivos (AAA, AA, A, BBB, BB, B, CCC, CC, C, D e E), sendo o primeiro nível (“AAA”) mais desenvolvido e o último nível (“E”) menos desenvolvido. A metodologia é inspirada em renomadas agências de crédito, como Standard and Poor ‘s, Moody’s e Fitch – ao invés de analisar o risco de crédito de um país ou organização, o Rating Humanizadas analisa o potencial de geração de valor para todos os stakeholders de maneira sustentável e consistente.